Semana Nacional de Crédito 2019

Crédito: as novas alternativas para micro e pequenas empresas

Obter capital de giro é um dos principais pontos de atenção dos empreendedores, mas é preciso cuidado

Para que uma empresa, independente do seu tamanho, cresça é preciso dar atenção a pontos fundamentais que fazem com que ela se desenvolva e gere bons resultados. A necessidade de crédito por parte dos empresários é um dos quesitos mais importante. No entanto, quando se trata de micro e pequenas empresas, a questão é um pouco diferente, pois buscar recursos financeiros em bancos, cooperativas ou agências de fomento, depende muito da situação em que o empresário está. Um estudo feito pelo Sebrae Nacional aponta que pegar empréstimo em banco é a sexta opção dos donos de micro e pequenas empresas que precisam de capital de giro.

 

O economista e analista da Gerência de Competitividade Empresarial do Sebrae MT, Fábio Apolinário, explica que um dos motivos para isso é por causa do histórico do Brasil em dificultar o acesso a crédito (o sistema tradicional financeiro brasileiro, basicamente, foi estruturado para grandes empresas, por causa disso, as suas exigências são baseadas nelas) e o próprio histórico de relacionamento com o banco que gera dificuldade de conseguir crédito com ele. “O processo de crédito envolve muitas etapas. Tem que ter cadastro, um histórico, apresentar garantias, comprovar a capacidade de pagamento e tem que ter reciprocidade, ou seja, tem que ter relacionamento com o banco para acessar os produtos. Então, a dificuldade de se relacionar com o banco é grande, o empresário acaba ou não procurando uma instituição financeira ou só busca quando precisa e isso atrapalha”, destaca Apolinário.

 

Conheça a necessidade da empresa antes de pegar dinheiro

Normalmente, quando empresários procuram crédito por meio de bancos, cooperativas ou agências de fomento é quando eles estão precisando de dinheiro e muitas vezes, essa necessidade vem por um problema de gestão: eles, provavelmente, não estão fazendo a melhor gestão do negócio e não consegue usar corretamente os recursos e aí falta dinheiro.

 

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) possui várias ferramentas que auxiliam o micro e pequeno empreendedor a ter um diagnóstico e ver se realmente é crédito que o negócio precisa ou se pode ser feito um ajuste dos gastos que estão ocorrendo. Além de diversas atividades online (EAD) e presenciais, como: atendimentos, palestras, oficinas, cursos e as consultorias (a ferramenta mais elaborada, pois é um trabalho individual para a empresa, onde é possível ver qual é a situação dela).

 

Novas alternativas de crédito

Nos últimos anos outras possibilidades surgiram para colaborar com os micro e pequenos negócios. Entre elas estão as fintechs, na sua maioria startups, que trabalham para inovar e otimizar serviços do sistema financeiro. A maior parte delas desenvolve inovações na área de serviços financeiros, com processos baseados em tecnologia. São novos modelos de negócios relacionados a conta corrente, cartão de crédito e débito, empréstimos pessoais e corporativos, pagamentos, investimentos, seguros e muitos outros.