NOVAS ESTRATÉGIAS

Empresa de software investe em desenvolvimento de novos produtos na pandemia

A crescente demanda de clientes para o acesso remoto trouxe novas perspectivas de mercado

“Com a pandemia, os clientes apresentaram novas necessidades e uma demanda muito grande que surgiu foi o acesso remoto aos softwares, a publicação de produtos na web e o desejo de ter uma conexão com o mobile. O que nos impulsou a pensar e a desenvolver novos produtos para atender esse público”, destaca o sócio diretor da Fontdata, Paulo Adriano Marques. A empresa de software aproveita o momento de dificuldade para repensar processos e criar novas estratégias para o negócio, com o intuito de ajudar clientes a superar as adversidades criadas pela covid-19.

Marques conta que a empresa não sentiu tanto a crise, já que possui 12 anos no mercado, uma clientela ativa e realiza 90% do trabalho remotamente.

“Nossos serviços em sua grande maioria são online, apenas quando realizamos a implantação dos sistemas nos deslocamos até a empresa do cliente. No início, sentimos a queda na procura por nossos serviços, mas como trabalhamos por contratos mensais não tivemos tanto impacto financeiramente. Apenas realizamos descontos para alguns clientes, nos adequando a eles. Lá por maio que fechamos novos contratos. Como possuímos uma solidez no caixa não foi preciso baixar os salários, renegociar o aluguel ou pegar um empréstimo”, relata o sócio diretor.

Além da empresa se adequar ao trabalho home office, a Fontdata ajudou clientes de Cuiabá e Várzea Grande nesse processo.

“Trabalhamos para papelarias, frigoríficos, restaurantes, distribuidoras, supermercados, empresas de diversos ramos. Alguns tiveram aumento de 60% nas vendas, outros sentiram a crise. Oferecemos a eles acesso remoto aos sistemas, ajudamos a configurar os softwares para que eles pudessem trabalhar de casa, a realizar delivery, de acordo com a necessidade de cada um”, pontua Paulo.

É preciso inovar

Para o sócio diretor, a pandemia da Covid-19 acelerou o processo de digitalização de muitos negócios e fez com que as empresas se dessem conta da importância de estar presente nos meios digitais.

“O importante é não ficar parado, é preciso inovar, se reinventar, criar delivery, entregar os produtos em casa, aumentar a presença online, encontrar a melhor maneira para atender seus clientes. A crise trouxe uma demanda nova para nosso negócio e temos que aproveitar o momento, assim como nossos clientes”, ressalta.