Visita

Prédio em Cuiabá inspirado na arquitetura indígena impressiona embaixador de Luxemburgo

Carlo Krieger visitou o Centro Sebrae de Sustentabilidade, nesta manhã (4)

“É realmente extraordinária e inspiradora a arquitetura tradicional indígena neste prédio.  Estou muito impressionado com a harmonia entre esta arquitetura, a sustentabilidade e o homem”, disse Carlo Krieger, embaixador de Luxemburgo em visita ao Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), nesta manhã (4), em Cuiabá. Ele está na capital mato-grossense cumprindo agenda oficial desde sábado, quando participou de festa das famílias descendentes de luxemburgueses radicados, há décadas, em Mato Grosso.

Krieger disse que esta é a primeira vez que visita Cuiabá e agradeceu a hospitalidade cuiabana. “Somos uma nova embaixada no Brasil e a primeira na América Latina”, informou. Ele estava acompanhado por Felipe Diniz, adido econômico e comercial da Embaixada do Grão-Ducado de Luxemburgo. Diniz contou que estão visitando vários estados brasileiros e que o Sebrae e demais instituições do Sistema S estão sempre na agenda de visitas e encontros. “O Sebrae em Mato Grosso é surpreendente e muito completo”, declarou Diniz.

O embaixador e adido luxemburgueses conheceram o trabalho de apoio aos pequenos negócios brasileiros em sustentabilidade realizado pelo CSS, unidade de referência nacional do Sistema Sebrae que fica junto ao Sebrae MT. Os dois participaram de um tour pelo prédio e também visitaram o Sebraelab, onde startups e empreendedores inovadores mato-grossenses se reúnem para capacitações, eventos e debates sobre o futuro da economia do estado.

Diniz informou que a economia atual de Luxemburgo está bastante focada em negócios tecnológicos, aceleradoras e apoio a projetos e ecossistemas inovadores. O Sebrae MT ficou de aprofundar informações para estabelecer uma agenda de possível apoio das aceleradoras luxemburguesas aos negócios digitais em MT.   

Pequeno, rico e tecnológico

Luxemburgo ou oficialmente Grão-Ducado de Luxemburgo é um dos menores países do mundo, porém é considerado o segundo mais rico entre todas as nações (depois apenas do Catar) em termos de Produto Interno Bruto (PIB) per capita (US$ 109.190 ou cerca de R$ 423.000/ano/pessoa), segundo estudo do Fundo Monetário Internacional (FMI) de 2017.

Está localizado na Europa Ocidental entre a Bélgica, França e Alemanha, ocupando território de 1.586 km², e com população de pouco mais de 500 mil habitantes. Este país comprova que dimensão territorial não significa necessariamente condição para desenvolvimento e crescimento econômico.

Na década de 80, o país voltou-se para os setores financeiro e de tecnologia de ponta e desenvolveu um sistema bancário baseado num regime fiscal favorável e no princípio do segredo bancário, atraindo muitas instituições financeiras.  Também apostou na alta tecnologia, não apenas no setor automóvel, mas também nos data centers, nas empresas de lançamento de satélites de comunicações e em grandes empresas de comunicação.

O país conta com força de trabalho bastante diversificada, sendo aproximadamente metade de seus habitantes estrangeiros e mais de 40% dos trabalhadores residem em países vizinhos, que deslocam-se diariamente para trabalhar no Grão-Ducado.

O centro financeiro do Luxemburgo  conta com mais de 136 bancos e cerca de 100 companhias de seguros, cujos produtos e serviços cobrem todos os setores.  O país é o principal centro bancário privado na área do euro e o segundo maior centro de investimento do mundo.

A fim de promover ainda mais desenvolvimento do setor financeiro, o governo luxemburguês, em colaboração com a Federação dos Profissionais do Setor Financeiro, criou a agência "Luxembourg for Finance".

A criação de empresas inovadoras e o incentivo a empresários para serem inovadores e criativos é crucial para o país. Nos últimos anos, várias grandes empresas que operam na Internet transferiram sua sede para Luxemburgo, devido à sua boa infraestrutura. Amazon, eBay, PayPal e Skype, entre outros, se instalaram lá. Neste país estão a sede do Grupo RTL e do SES-ASTRA, o operador do sistema de satélites ASTRA.

A edição de 2018 do Índice de Economia e Sociedade Digital da Comissão Europeia  (DESI) classifica globalmente Luxemburgo como 5º lugar na UE. O país tem desempenho particularmente bom na categoria conectividade (2º na UE) e em capital humano (5º na UE).  

A experiência nas TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação) é fundamental para o desenvolvimento sustentável do país. Como um hub de “big data”, Luxemburgo oferece uma excelente localização para o desenvolvimento e “big data”, e internacionalização de empresas de TIC, bem como para a inovação.

Carlo Krieger visitou o Centro Sebrae de Sustentabilidade, nesta manhã (4)

SebraeMT - Victor Ostetti

Fotos Download

1 de 4

Carlo Krieger visitou o Centro Sebrae de Sustentabilidade, nesta manhã (4)
Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhado pela mesma Licença 2.5 Brasil