PRÓ-PANTANAL

Sebrae inicia pesquisa em municípios pantaneiros

Informações vão compor um importante banco de dados sobre a região para subsidiar ações do programa, políticas públicas e da sociedade como em geral

Para reunir a maior gama possível de informações sobre a dinâmica do bioma pantaneiro, o Sebrae MT (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Mato Grosso) está fazendo pesquisas qualitativa e quantitativa nos 7 municípios mato-grossenses que integram o Programa de Apoio à Recuperação do Bioma Pantanal Brasil - Pró-Pantanal. Os trabalhos já começaram em Poconé e na próxima semana é a vez de Santo Antônio de Leverger e Nossa Senhora do Livramento, de 21 a 27/09.

O Estudo da Dinâmica do Bioma Pantanal tem como objetivo geral caracterizar, analisar e discutir a dinâmica dos diferentes atores do bioma nos eixos econômicos, ambientais, sociais e de governança. O levantamento vai identificar os vetores norteadores para atuação de forma coletiva, os principais problemas, entender como os diferentes atores que vivem no bioma pantaneiro enfrentam as questões climáticas e ambientais, mapear as principais características da sociedade pantaneira e sua cultura, identificar entraves e levantar as potencialidades para o desenvolvimento econômico, bem como as principais oportunidades de atuação na região, verificar quais as necessidades de desenvolvimento da governança e os problemas relacionados ao aspecto econômico.

A pesquisa qualitativa está sendo feita com 105 grupos focais, devendo ter em torno de 7 a 10 participantes em cada grupo. Em Poconé, foram formados 13 grupos somando 126 pessoas.

A pesquisa quantitativa ou de percepção começou no dia 27 de julho de forma presencial nos 7 municípios e está sendo feita por pesquisadores devidamente identificados e seguindo todos os cuidados e protocolos sanitários.

Valéria Ribeiro Calisto, do Núcleo de Inteligência de Mercado do Sebrae MT, reforça que esse é um estudo sério e que as pessoas convidadas a participar podem se sentir seguras. “As informações apontadas pelos integrantes dos grupos focais serão trabalhadas sem nenhum tipo de identificação dos participantes”. Ela destaca a seriedade do Sebrae como instituição e enfatiza que os resultados das pesquisas serão utilizados não só para subsidiar as ações do Pró-Pantanal, mas também outros trabalhos do próprio Sebrae, como o Programa Cidade Empreendedora e Sustentável, políticas públicas dos municípios e ações de entidades empresariais e da sociedade como um todo.

Formatado pelo Sebrae nos estados de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul, o Pró-Pantanal cuja duração vai até 2023, visa estimular e fomentar a recuperação econômica do bioma, por meio de ações de apoio aos empreendimentos existentes, da economia criativa e da biodiversidade, além do apoio às boas práticas de prevenção e combate à queimadas que vem ocorrendo com frequência no território.