Internacional

Sebrae MT discute parcerias com embaixadas da China, Itália e dos Emirados Árabes

As propostas envolvem aproximação comercial e cooperação técnica para diversas áreas

Avançando no processo de valorização dos pequenos negócios, o SEBRAE Mato Grosso retoma articulações estratégicas com foco na internacionalização de produtos regionais, tornando-os mais competitivos lá fora. O superintendente do Sebrae/MT, José Guilherme Barbosa Ribeiro, esteve reunido, ao longo da última quarta e quinta-feira (dias 17 e 18), com representantes das embaixadas dos Emirados Árabes, da China e da Itália, nas respectivas sedes, em Brasília.

 

“Estreitar os relacionamentos com mercados internacionais de ponta é importante tanto para os empresários atendidos pelo Sebrae, como para toda a sociedade mato-grossense, que poderá se beneficiar com parcerias em gestão, inteligência de Mercado, inovação e tecnologias para produção de energias sustentáveis por exemplo, e a internacionalização das empresas”, avaliou o superintendente.

 

A aproximação comercial entre o Sebrae Mato Grosso e a China completou em 2017 dez anos de atuação proporcionando intercâmbios em programas de empreendedorismo e missões de negócios. Para 2018, está prevista a participação de empresários na China Internacional Import Expo, que será realizada de 05 a 10 de novembro, em Xangai, focada em produtos brasileiros. Antes disso, os chineses virão ao Estado para a 3ª edição do Fórum Sebrae de Negócios, que reunirá representantes de diversos países, em agosto, em Cuiabá.  E a expectativa é movimentar R$ 160 milhões em negociações.

 

Muito além da compra e venda de produtos, a parceria com os Emirados Árabes amplia a troca de informações para aspectos relacionados a construção de cidades mais empreendedoras e inteligentes, com novas tecnologias para produção de alimentos, uso consciente da agua, de energia sustentável e empreendedorismo inovador.

 

E com aproximadamente 60% dos pequenos negócios internacionalizando seus produtos, a Itália é referência em práticas de branding e gestão de marcas, certificações e registro de origem - indicações geográficas. “Observar modelos econômicos que estimulam o desenvolvimento local com a internacionalização de pequenos negócios é extremamente válido, principalmente por ser um grande diferencial em momentos de crise, uma vez que não dependem exclusivamente do mercado interno”, analisou André Schelini, gerente de Inteligência Estratégica do Sebrae/MT.

“O mercado italiano consegue agregar valor às marcas, o qual logo identificamos um produto italiano, como vinho, carros, roupas, tipos de queijos, molhos de tomate”, exemplificou Schelini.

Além destas ações de articulação o Sebrae firmou ainda parceria com o BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento para internacionalização de pequenos negócios, oferecendo conteúdos, eventos de negócios, capacitações e inteligência de mercado. Os empresários interessados poderão participar e discutir os benefícios do programa no Meeting Sebrae – evento que será realizado no dia 13 de março, no Centro de Eventos do Pantanal.