Seminário

Seminário vai tratar de simplificação na abertura de empresas

Sebrae promove atividade voltada para gestores públicos e empresários, no dia 15 de agosto, no Centro de Eventos do Pantanal

Reunir empresários, instituições, entidades parceiras vinculadas à Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios – Redesimples – para tratar dos impactos da simplificação de processos para abertura de empresas. Essa é a intenção do Seminário Conectar e Simplificar Abertura de Empresas, que ocorre nos dia 15/08, de 08h30 as 11h30, no Centro de Eventos do Pantanal, com entrada gratuita.

O seminário, organizado pelo Sebrae e Junta Comercial do Estado de Mato Grosso (Jucemat), tem como objetivo dar visibilidade à finalização do processo de digitalização de 100% do acervo da Junta e ao fato dela estar totalmente digital, possibilitando registro automático de empresas (abertura, alteração e baixa). A intenção é também sensibilizar os municípios e os órgãos de licenciamento sobre a importância de simplificar e fazer parte da Redesimples, uma vez que os órgãos licenciadores não estão todos integrados.

Na programação um painel sobre Inovação e Simplificação na Gestão Pública (MP 881/2019), com a participação de Sandro Rossi, do Sebrae MT, da presidente da Jucemat, Gercimira Rezende, e do consultor do projeto Redesimples Digital, Alex Barbosa, que vai falar sobre a medida provisória da desburocratização (MP 881/2019) e vai falar sobre o registro automático de empresas, as atividades de baixo risco, dispensa de licenciamento e alvará de funcionamento.

Para a presidente da Jucemat, Gercimira Rezende, a Junta Comercial deu uma guinada, passando de um órgão extremamente burocrático, com carimbos, filas, atendimento presencial para um processo totalmente eletrônico, digital. De qualquer lugar do mundo é possível constituir uma empresa, solicitar uma certidão na Junta Comercial.

Haverá ainda a palestra show “Oportunidades de negócios em tempos de mudança – Inovação, tecnologia e atitude!”, com os ilusionistas Henry Vargas e Klauss Durães. Lançando mão do ilusionismo e da tecnologia, interagindo com painel de led, tablet e outros gadgets, eles mostram que hoje não se faz mais mágica com cartola e que as coisas estão mudando e que a gente precisa mudar, por traz de todo o processo da simplificação estão as pessoas, os servidores públicos e também os empresários.

Além de Cuiabá, vários municípios do interior que aderiram ao Programa Cidade Empreendedora e Sustentável do Sebrae estão integrados à Redesimples. Alta Floresta, Paranaíta, Nova Ubiratã e Guarantã do Norte já começaram o processo digital. Campo Novo do Parecis, Campos de Júlio, Canarana, Nossa Senhora do Livramento e Diamantino estão em processo de implantação.

Segundo Aurineise de Souza Tierre, da Gerência de Competitividade Empresarial do Sebrae MT, a intenção é abranger todos os 141 municípios de Estado, mas isso depende da vontade e engajamento dos gestores públicos, porque é preciso fazer a adequação da legislação municipal e do fluxo dos processos, simplificar internamente a legislação para depois entrar no sistema, que é meramente um meio.

A simplificação traz um grande ganho de tempo do contribuinte, na opinião de Patrícia Vilela, coordenadora de cadastro de contribuintes da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). Ela ressalta que o fato de estarem totalmente integrados, os sistemas permitem prestar um serviço de melhor qualidade e com redução de custos para o Estado e, consequentemente, para o cidadão.

Gercimira reforça que é possível o serviço público ser eficiente com um curso menor para o cidadão.

O seminário é voltado para agentes públicos e empresários. As inscrições são gratuitas, mas há limite de vagas. Informações e inscrições www.mt.sebrae.com.br e 0800 570 0800.