Novo coronavírus

Veja dicas de como estruturar seu negócio para delivery

Consultora do Sebrae MT fala sobre os primeiros passos para aplicar essa estratégia

Em um momento de incertezas e de isolamento social, os micro e pequenos empresários estão se reinventando para encontrar estratégias e soluções para continuar funcionado. A entrega de produtos tem sido uma das opções nesse período para continuar fazer a economia girar. Mas você sabe como aplicar essa estratégia para o seu negócio? A consultora do Sebrae MT, Inajara Amorim, dá algumas dicas de como estruturar o seu negócio para delivery.

 

Antes de tudo, é preciso estar atento aos decretos municipal, estadual e federal para saber se o segmento da sua empresa está permitido em atender delivery. E verificar o que a Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde estão comunicando sobre os procedimentos que devem ser adotados para evitar contaminação e transmissão do novo coronavírus. Confira abaixo as dicas:

 

1- Faça um mapeamento da sua empresa e de como será o procedimento para o delivery

 

Inajara explica que o empresário precisa ter muito claro como vai funcionar o seu processo de entrega. “É pegar papel e caneta mesmo, eu acredito que por meio desse mapeamento, o empreendedor consegue visualizar as possíveis falhas e resolver de uma maneira mais rápida. Se coloque no lugar do cliente e pense desde o primeiro ponto de contato dele com o seu negócio, passando pela entrega até como manter um relacionamento de pós-venda com o cliente”.

 

2- Avalie quais produtos serão oferecidos

 

Dificilmente você vai disponibilizar para o cliente tudo o que você oferece na loja física. Faça uma seleção dos seus produtos mais vendidos, mas veja o que é necessário oferecer, o que é mais relevante para o cliente nesse momento de isolamento social. “A empresa precisa formatar os seus produtos de acordo com a realidade que estamos vivendo. Um exemplo são roupas, não faz muito sentido ofertar muitos looks para festas, mas roupas para trabalhar em casa e ao mesmo tempo dar conta da rotina diária”, conta Inajara.

 

3- Evidencie os procedimento de higiene

 

O cliente precisa ter segurança do que ele vai receber na sua casa esteja de acordo com os procedimentos e cuidados que os órgão reguladores dizem.

 

4- Embalagem

 

Inajara destaca, principalmente, o setor da alimentação nesse quesito. “A embalagem é essencial no processo de delivery. Quando o empresário promete que o produto vai chegar quente, ele precisa chegar quente, e se promete que vai chegar gelado, ele precisa chegar gelado. Então, é preciso ficar atento na no condicionamento do produto e na qualidade da entrega, pois pela embalagem o cliente também  consegue ter a sensação de segurança do que ele está consumindo”.

 

5- Experiência virtual do cliente

 

Ok, você disponibilizou para o seu cliente a opção de entrega, mas de nada adianta se ele entrar em contato com você e esperar 30 minutos ou 1h para ter uma resposta. “O empresário precisa ser o mais transparente possível, delimite um perímetro de atendimento, e pense em algo a mais para que o cliente se sinta satisfeito e consiga voltar a comprar e de você mantenha a fidelidade”, ressalta a consultora.

 

6- Entrega

 

Inajara esclarece que para trabalhar com delivery é preciso definir quais serão as área de atendimento do negócio. “Consegue entregar em toda a cidade? Todo um bairro? É preciso saber em quanto tempo o cliente vai receber o produto que comprou. Definir o perímetro de entrega é importante para a experiência do cliente”.

 

7- Ações de incentivo ao cliente

 

Agora, todo mundo, sem exceções, estão cortando aquelas despesas que não são essenciais e vendo o melhor custo benefício das suas compras. “Os micro e pequenos empresários podem ver se é possível cobrar com uma taxa de entrega menor ou com isenção dessa taxa. Algumas ações de fidelidade também podem contribuir”, finaliza Inajara.

 

O Sebrae MT está junto com os pequeno negócios e continua atendendo à distância os empresários por meio dos seus canais de atendimentos remotos e digitais. Entre as alternativas disponíveis estão o “Fale com o Sebrae”, um chat online ou e-mail; a Central de Relacionamento, que funciona de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 19h30, pelo telefone 0800 570 0800; as redes sociais do Sebrae MT – Facebook e Instagram; e o WhatsApp do Sebrae MT (65) 9901-6167.

 

Há também uma série de transmissões ao vivo diárias pelo Instagram do Sebrae Mato Grosso com informações aos empresários dos diversos segmentos da economia para superar a crise, sempre às 14h. Além de um site exclusivo com informações, conteúdos e cursos online e gratuitos para os empreendedores reagirem nesse momento (www.sebrae.com.br/coronavirus).