RECONHECIMENTO

Abertas as inscrições para a 2ª edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora

Desta vez, a premiação será voltada especialmente aos educadores e traz novidades com o reconhecimento de iniciativas no enfrentamento da pandemia e participação de um Júri Popular na etapa nacional

Estão abertas as inscrições para a 2ª edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora. Em 2021, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) reconhecerá os projetos desenvolvidos pelos educadores brasileiros nas instituições de ensino fundamental, médio, profissionalizante ou superior reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC), que tenham implementado práticas criativas e inovadoras para desenvolver competências empreendedoras em seus alunos.

Os interessados podem se inscrever até o dia 10 de setembro pelo portal https://premiosebrae.prosas.com.br/ . Podem participar projetos implementados entre maio de 2019 e junho de 2021.

“Os professores são os principais vetores para transformar a educação, estimulando o empreendedorismo em sala de aula e convidamos todos os professores mato-grossenses a participarem deste prêmio. Sabemos que com a pandemia foi preciso empreender muito na Educação, muitos precisaram pensar e aplicar novas metodologias e, ainda, serem mais criativos e curiosos. E o prêmio quer justamente premiar esse cases”, pontua a gestora estadual do Programa de Educação Empreendedora do Sebrae em Mato Grosso, Kristianny Arruda.

Assim como a primeira edição, o Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora terá uma premiação estadual dos três melhores projetos, com troféus Ouro, Prata e Bronze, com indicação do primeiro lugar para a fase nacional. A premiação nacional está prevista para fevereiro de 2022 com a entrega de troféus, menção honrosa, reconhecimento de destaques e a participação de um Júri Popular para escolher a melhor prática. Os finalistas da etapa nacional também serão convidados para participar de uma missão técnica.

Em 2021 a premiação contará com o apoio técnico da Porvir e terá uma dinâmica diferente da primeira edição. Entre as novidades, está a divisão da categoria do Ensino Fundamental em duas, sendo uma para os anos iniciais e uma para os anos finais. Além disso, a premiação nacional reconhecerá com destaque projetos realizados no âmbito da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e no enfrentamento dos desafios da pandemia da covid-19.

Entre os critérios para avaliação dos projetos será levado em consideração a criatividade, inovação, uso de metodologias ativas, resolução de problemas reais, promoção do protagonismo dos estudantes, impacto na escola e na comunidade, entre outros.