SUSTENTABILIDADE

Sebrae/MT, Sicredi e Prefeitura de Paranatinga lançam o projeto Recicla Verdinho

O projeto desperta nas crianças em idade escolar a consciência ambiental, fomenta a agricultura familiar, proporciona o acesso à uma alimentação mais saudável e economia às famílias

Empolgação é a palavras que define o lançamento do Projeto ‘Recicla Verdinho’ realizado na manhã do último domingo (04.07), na Feira Municipal de Paranatinga (a 337 km de Cuiabá). O projeto, que visa despertar nas crianças em idade escolar a consciência ambiental também fomenta a agricultura familiar, proporciona o acesso à uma alimentação mais saudável e economia às famílias.

O ‘Recicla Verdinho’ é desenvolvido pela Prefeitura de Paranatinga por meio de parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Mato Grosso (Sebrae/MT), no âmbito do programa Cidade Empreendedora e Sustentável – eixos Sustentabilidade e Fortalecimento da Agricultura Familiar -, e com apoio da cooperativa Sicredi Vale do Cerrado.

Nesta primeira etapa participam do programa os 79 alunos do 4º e 5º ano da Escola Municipal 03 de Maio. Os estudantes recolhem material reciclado – garrafas pet, latas de alumínio, embalagens Tetra Pak e de produtos de limpeza – e depois de lavados fazem a troca por um voucher chamado Verdinho. Dez unidades rendem um Verdinho que, por sua vez, vale R$ 1,00. O voucher serve como “moeda” para a compra exclusiva de produtos da agricultura familiar na Feira Municipal da cidade e posteriormente, os feirantes o trocam na agência local do Sicredi. No lançamento foram recolhidas 4200 embalagens recicláveis gerando uma renda de 420 Verdinhos ou R$ 420 reais aos quase 40 alunos que compareceram.

O pequeno Maicon Douglas Ferreira, de 11 aos, aluno da 5ª série foi o primeiro a realizar a troca. Ele junto da irmã e da mãe levaram 160 garrafas e latas para serem recicladas. “Gostei muito do projeto, agora o difícil é escolher no que gastar”, disse. Para a mãe, Maria Lucia Ferreira, o ‘Recicla Verdinho’ engajou todos da família na sustentabilidade. “Na minha infância nunca participei de nada parecido, mas vejo com bons olhos iniciativas como essa. Todos em casa estão ajudando e isso é algo que ele vai poder levar para vida”, ressaltou. Após olhar as 13 barracas participantes Maicon gastou seus 16 verdinhos em um saco de mexerica, tomates, cebolas e cebolinha. “Um pouco para todo mundo”, contou.

Já Gabriela Almeida da Silva, aluna de 10 anos da 5ª série, pensou em uma estratégia e foi a que mais levou itens para serem reciclados, no total 700. “Eu fui à casa de todos os familiares e vizinhos para arrecadar o maior número possível desde que soube do projeto”, contou. Com os 70 verdinhos trocados no lançamento Gabriela agora irá guardar para na próxima semana fazer a feira com a mãe. “Hoje ela não pode vir, mas vou guardar e já vou começar a juntar mais para quando a gente voltar”.

A alegria da criançada em participar foi ressaltada pela presidente da Associação dos Feirantes de Paranatinga, Maria José Lopes Pontes. “Estamos todos muito contentes e empolgados com esse projeto. Incentiva a sustentabilidade e traz as pessoas de volta a feira. Alguns com certeza além de trocarem os verdinhos vão aproveitar para fazerem compras. É uma maneira a mais de desenvolver a agricultura familiar”, afirmou.

Essa cultura de frequentar a feira foi destacado pelo secretário de Agricultura de Paranatinga, Diego da Silva Nascimento. “Eu que venho de uma família de feirantes, que cresci na feira estou bem entusiasmado com o ‘Recicla Verdinho’. Será uma oportunidade das famílias e das crianças principalmente de frequentarem a feira, algo que quase não vemos acontecer mais. Muitos deixam as crianças em casa, mas hoje elas estiveram presentes e puderam conhecerem os produtos da agricultura familiar”, pontuou.

Para o Prefeito de Paranatinga, Josimar Marques Barbosa, o projeto já começou um sucesso com adesão dos alunos, professores, feirantes e da população. “Estive em Campo Verde, primeira cidade a realizar o ‘Recicla Verdinho’, e pude ver o engajamento de todos. E experiências positivas como essa devem ser copiadas. A receptividade até agora tem sido grande e estamos contentes em envolver a todos na busca por um meio ambiente sustentável e preservado”, ressaltou.

A analista técnica do Sebrae/MT, Jaqueline Macedo, destacou ainda que o projeto desenvolve uma mudança de hábito entre a população, desperta a consciência ecológica e muda hábitos alimentares. “É um círculo virtuoso que envolve Educação, a questão do Meio Ambiente, a sustentabilidade, a fomentação da economia junto aos feirantes. Todo têm a ganhar. Essa já a terceira cidade a implementar, o primeiro foi Campo Verde, em maio iniciamos em Guarantã do Norte e agora em Paranatinga”, contou.  

O gerente da agência de Paranatinga do Sicredi, Jeferson Correa, ressaltou que o ‘Recicla Verdinho’ trabalha com dois dos pilares do cooperativismo: o financeiro e o social. “Além de ensinar as crianças a reciclagem, a uma alimentação mais saudável, também apoia os feirantes. E o Sicredi não poderia ficar de fora desse projeto tão importante para nossa cidade”, finalizou.